terça-feira, 31 de janeiro de 2012

A CATADORA DE VIDRO "Autor J.TOTA"

A CATADORA DE VIDRO      "Autor J.TOTA"
 
Uma família de cinco pessoas estava passeando na praia.
  As crianças estavam tomando banho de mar e fazendo castelos na areia quando, ao longe, apareceu uma velhinha.
  Seu cabelo grisalho esvoaçava ao vento e suas roupas estavam sujas e esfarrapadas. Resmungava qualquer coisa, enquanto apanhava coisas na praia e as colocava em um saco.
  Os pais chamaram as crianças e pediram-lhes que ficassem longe da velha.
  Quando ela passou, curvando-se de vez em quando para apanhar coisas, sorriu para a família, mas seu cumprimento não foi correspondido.
  Semanas mais tarde, souberam que a velhinha dedicara a sua vida à cruzada de apanhar caquinhos de vidro da praia para que as crianças não cortassem os pés.

LÁGRIMAS PARTILHADAS Extraído do Livro “Nosso Andar Diário”

LÁGRIMAS PARTILHADAS 
 
"Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;" 
Mateus 5:4

Conta-se a história de um menino de grande coração.
O seu vizinho era um senhor idoso cuja esposa tinha falecido recentemente.
Quando o menino viu o vizinho chorando, ele subiu para o seu colo e limitou-se a ficar lá sentado.
Mais tarde, a mãe do menino perguntou-lhe o que ele tinha dito ao vizinho.
“Nada,” disse ele. “Só o ajudei a chorar.”
Por vezes essa é a melhor coisa que se pode fazer por alguém que enfrenta um profundo pesar. Por vezes, as nossas tentativas em dizer algo sábio ou útil, são de menos valor do que apenas dar a mão e ficar sentado ao lado da pessoa e chorar com ela.
Uma das formas de ajudarmos outras pessoas é “chorar com os que choram”
Romanos 12:15.
Jesus demonstrou este princípio quando visitou Marta e Maria após Lázaro ter morrido. Pressentindo a profundidade do desespero de Maria sobre a morte do irmão, Jesus partilhou sua dor chorando, João 11:35
As pessoas que assistiam repararam e disseram: “Vede como o amava!” João 11:36.
Por vezes a melhor forma de ajudarmos aqueles que atravessam o período mais triste e solitário de suas vidas é “ajudá-las a chorar”.
Jesus mostrou que é importante partilharmos as lágrimas dos outros.
Há alguém que precisa das suas lágrimas hoje?
“Uma tristeza partilhada é uma tristeza dividida.”

PROVAÇÕES Billy Graham

PROVAÇÕES Billy Graham 
 
“Bem-aventurado o homem que suporta a provação; porque, depois de aprovado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam” Tiago 1:12
 
Tenho um amigo que durante a depressão, perdeu o emprego, a fortuna, a esposa e a casa.
Porém, ele permaneceu firme na fé – a única coisa que lhe restou.
 
Um dia, ele parou para observar alguns homens trabalhando numa igreja enorme, esculpindo pedras.
 
Um deles estava cinzelando uma pedra triangular.
 
- O que você vai fazer com essa pedra? – perguntou meu amigo.
 
- O senhor está vendo aquela abertura lá em cima perto do pináculo? – disse o trabalhador – Estou modelando esta peça aqui embaixo para que ela seja encaixada lá em cima.
 
Lágrimas brotam nos olhos de meu amigo enquanto ele seguia seu caminho.
 
Parecia que Deus havia falado por meio da boca daquele trabalhador para explicar a provação que ele atravessava.
 
“Eu o estou modelando aqui embaixo para que você seja encaixado lá em cima”

  

A PORTA "Autor Jotinha"



 
Numa terra em guerra, havia um Rei que causava espanto. Cada vez que fazia prisioneiros, não os matava, mas levava-os a uma sala onde tinha um grupo de arqueiros em um canto e uma imensa porta de ferro no outro, sendo que nessa porta haviam figuras de caveiras cobertas de sangue.
Então o rei fazia-os ficar em círculo, e dizia:
Vocês podem escolher: morrer flechados por meus arqueiros, ou passarem por aquela porta e lá serem trancados. Todos os que por ali passaram escolheram morrer pelas mãos dos arqueiros.
Ao término da guerra, um soldado que por muito tempo servira o rei, disse-lhe:
Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?
Diga, soldado.
O que há por trás de tão assustadora porta?
Vá e veja.
O soldado então abre a porta vagarosamente, e percebe que, à medida que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente.
E vê, surpreso, que a porta levava rumo à liberdade.
Admirado, apenas olha para o rei, que diz:
Eu dava a eles a escolha, mas preferiram morrer a arriscar abrir esta porta.

“Eu só posso te mostrar a porta. A decisão de atravessá-la é sua.”

MORAL DA HISTORIA: 

Todos nós temos portas dentro da mente. Quantas portas deixamos de abrir pelo medo de arriscar? Quantas vezes perdemos a liberdade, uma oportunidade, e ficamos correndo somente pelo lado de dentro, apenas por sentirmos medo de abrir a porta dos nossos sonhos? Para uns, é o medo do desconhecido. Para outros, é uma pessoa difícil. Quem sabe até uma frustração qualquer, do tipo: medo de se entregar (a alguém ou a alguma coisa). Medo de se relacionar ou medo de viver um grande (e triste) amor ou medo de ser rejeitado ou medo de inovar ou medo de mudar ou medo de voar mais alto. Para alguns, é a incerteza que a falta de preparo atemoriza. Ou uma trava imaginária que as inseguranças da vida fabricaram durante a educação. Mas, se você pode perder, você também pode vencer. Se der um passo além do medo, você vai encontrar o raio de sol entrando em sua vida. Abra essa PORTA e deixe o sol inundar você... 

ÁGUAS CRISTALINAS Autor Jotinha

ÁGUAS CRISTALINAS  "Autor Jotinha"
 
Conta-nos uma lenda que um viajante encontrou uma fonte de águas cristalinas no deserto. A água era tão límpida e fresca que resolveu levar um pouco para seu rei.

Satisfez sua sede e logo a seguir encheu o seu cantil com aquela água maravilhosa, andando ainda vários dias debaixo do sol do deserto até chegar ao palácio do rei.

Quando, finalmente, chegou à presença do seu soberano, curvou-se aos seus pés e entregou-lhe o presente que lhe trouxera.

A água já estava estragada e com mau-cheiro devido ao cantil velho onde havia sido guardada por vários dias. Porém, o rei não deixou que seu fiel súdito percebesse que a água estava imprópria para o uso. Saboreou o presente com expressão de gratidão e encanto.

Depois despediu o homem que saiu da sala do rei com o coração transbordando de alegria. 
Depois de ter saído, outros provaram a água e ficaram espantados pelo fato do rei ter fingido apreciar o que o leal súdito havia oferecido.

- Ah! Disse o rei, não foi a água que eu saboreei, mas o amor demonstrado no oferecimento.   
 
MORAL DA HISTÓRIA:
Não é o que você oferece que tem importância para o seu rei, mas o seu conteúdo, a sua mente, os seus pensamentos, os seus sentimentos para com ele. Deus se importa muito mais com o seu coração do que com os seus sacrifícios.

ESCRITO NO CÉU Autor Jotinha



 
“... alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus." 
(Lucas 10:20)

A Rainha Vitória visitava, com muita freqüência, o seu povo humilde e pobre.
Em certa ocasião ela foi ver uma moradora rural que vivia feliz por ter o Senhor Jesus como seu Salvador pessoal.
Ao se despedir, a rainha perguntou se poderia fazer alguma coisa por ela.
"Obrigado, Majestade, mas Eu tenho tudo que desejo", respondeu a mulher pobre.
"Mas eu gostaria de fazer alguma coisa por você", disse a Rainha. Novamente veio a resposta.
"Eu tenho tudo de que necessito, obrigada, Majestade. Mas se sua Majestade pudesse me prometer uma coisa, eu ficaria muito contente".
"Eu farei tudo que estiver ao meu alcance" respondeu a rainha soberana. 
"Oh, Majestade, eu gostaria muito que fizesse o possível para encontrar-me no Céu".
Suavemente e com firmeza, veio a resposta da Rainha: 
"Eu estarei lá, pelos méritos do sangue do Senhor Jesus Cristo.” 
A presença de Cristo enche nossas vidas de verdadeira alegria. 
Podemos ser ricos ou pobres, alcançar notoriedade ou viver no anonimato.
Quando Ele habita em nossos corações tudo o mais fica em segundo plano.
O dinheiro nos traz conforto e não há nenhum mal em trabalhar para ter uma vida melhor, mas ele não será a razão de nossa felicidade.
Saber que Ele está conosco em todos os momentos, que caminha ao nosso lado por todos os lugares por onde passamos que um dia nos levará para o Céu para viver eternamente ao Seu lado, é tudo de que necessitamos para vivermos felizes.
 Não foi a presença da Rainha Vitória que trouxe felicidade àquela humilde moradora do campo, mas a presença constante de Cristo em sua vida e em sua casa. 
Ela externou o desejo de ser ainda mais feliz: ver a soberana também no Céu de glória onde a felicidade é eterna e não passageira.
Nós, que entregamos nossas vidas para o Senhor, vivemos alegremente. 
Mas desejamos ser ainda mais felizes, desejamos encontrar a todos os nossos amigos no Céu. 

VOCÊ NASCEU PARA VENCER

VOCÊ NASCEU PARA VENCER
 
"Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou." 
Romanos 8:37

Repentinamente a agitação tomou conta da raia de corrida e havia tantos competidores, cerca de seis milhões, se contaram bem.
Foi dada a largada e aqueles corredores saíram desembestados cada qual com o objetivo de triunfar sobre os demais.
Logo após o frisson da largada, na primeira curva já havia um número grande de desistentes e outros corredores já estavam perdendo o pique.
Mais um pouco e o pelotão de elite corria com boa desenvoltura e a disputa tornou-se muito emocionante, pois aqueles que despontavam na frente acabavam sendo ultrapassados e logo após retomavam os primeiros lugares até que faltando alguns segundos para a chegada, um corredor persistente e que demonstrou maior garra em toda a corrida, ultrapassou a linha de chegada.
VOCÊ!
Sim, era você que triunfara e depois de nove meses chegava dando berros e alegrando a sua fiel torcida (pai, mãe, tios, tias, avós e amigos).
O que aconteceu? O tempo passou e você se acha um derrotado?
Pare com isso!
Sei que o desemprego, uma desavença conjugal, a perda de alguém importante, tudo justifica um momento de debilidade nas forças de qualquer mortal, todavia, tristeza não paga dívidas.
Outro dia li que se a crise estiver a ponto de todos estarem chorando, a melhor coisa a fazer é abrir uma fábrica de lenços.  Não concordo muito com esse oportunismo, mas acho que não podemos engrossar a fila dos chorões.
Olhe para dentro de si e verifique se você já fez tudo o que era possível e que estava ao seu alcance. Será que não deixou de traçar uma estratégia para a corrida?
Tem gente que sai igual a um carro de Fórmula Um e termina a corrida como estátua.
Persistência, resistência, perseverança, ânimo e determinação devem passar a fazer parte do seu vocabulário enquanto que impossibilidade, azar, já era e etc, devem ser banidas para sempre do teu dicionário.
Li em algum lugar que aquele que vive tentando pegar estrelas pode não conseguir o seu intento, mas jamais sujará suas mãos na lama.  Seja humilde, comece a dar seus primeiros passos com muita firmeza. Tenha o seu alvo bem definido e o persiga de forma conseqüente e legítima, sem querer passar a perna em ninguém.
Não tome os anabolizantes emocionais que são vendidos espertalhões interessados apenas em te enganar com a publicidade do tipo vençam fácil e sem fazer força. Não. Meu irmão, você vai ralar, vai suar a camisa, vai chorar, vai fazer bolha nos pés, mas vai cruzar  a  linha de chegada e vai subir ao podium e será aplaudido de pé por um bom número de pessoas.
Alguns poderão silenciar em vez de aplaudir e entristecer-se em vez de alegrar-se, mas isso não importa, afinal terão que engolir em seco a tua vitória.  Os adversários de corrida, que  tanto se esforçaram, não devem ser subestimados, mas sim, estimulados à  se prepararem como você até que possam vencer legitimamente.
Parabéns, você pode até duvidar, mas já nasceu  vencedor!

sábado, 21 de janeiro de 2012

QUANDO DEUS MANDA ATÉ O DIABO OBEDECE !!

  
Uma senhora muito pobre telefonou para um programa cristão de rádio pedindo 

ajuda.

 Um bruxo do mal que ouvia o programa resolveu pregar-lhe uma peça. 

Conseguiu seu endereço, chamou seus secretários e ordenou que fizessem uma

 compra e levassem para a mulher, com a seguinte orientação: Quando ela 

perguntar quem mandou, respondam que foi o DIABO! Ao chegarem na casa, a 

mulher os recebeu com alegria e foi logo guardando alimentos. Os secretários do 

bruxo, conforme a orientação recebida, lhe perguntaram:
- A senhora não quer saber quem lhe enviou estas coisas?
A mulher, na simplicidade da fé, respondeu:
- Não, meu filho.. Não é preciso. Quando Deus manda, até o diabo obedece!

Se você também engoliu cuspe lendo isso, compartilha!


SAI DA FRENTE SATANÁS !!! AI VEM A >> OBREIRA ADRIANA !!!

video

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Download - Liz Lanne - Mergulhar - 2008



01. Minha Esperança
02. Mergulhar
03. Basta uma palavra
04. Ainda dá tempo
05. O tempo não volta
06. Eu profetizo
07. Sim, Deus é comigo
08. Favor de Deus
09. Eu vim te agradecer
10. Meus cântaros
11. Deixa eu te tocar
12. Não te deixarei
13. A casa vai tremer


Download - Sam Broadcast 4 Serial

Tamanho: 12 MB
Fabricante: SpacialAudio Solutions, LLC
Sistema: 98/Me/2000/XP
Descrição
Transmita músicas pela Internet como um verdadeiro DJ. Esta é uma ferramenta extremamente importante para quem quer transmitir o seu próprio som pela Intenet, ela possui suporte para arquivos MP3 e WMA, dois players deck, rotação lógica de playlists, gerenciamento por “arrastar e soltar”, estatísticas em tempo real sobre , suporte para múltiplos servidores e muito mais. Possui utilitário de instalação e desinstalação.



terça-feira, 10 de janeiro de 2012

A SAMAMBAIA E O BAMBU Autor Jotinha


A SAMAMBAIA E O BAMBU 

 
Certo dia decidi dar-me por vencido. Renunciei ao meu trabalho, às minhas relações, e à minha fé. Resolvi desistir até da minha vida. Dirigi-me ao bosque para ter uma última conversa com Deus. “Deus, eu disse: Poderias dar-me uma boa razão para eu não entregar os pontos?” Sua resposta me surpreendeu: “Olha em redor Estás vendo a samambaia e o bambu?” “Sim, estou vendo”, respondi. Pois bem. Quando eu semeei as samambaias e o bambu, cuidei deles muito bem. Não lhes deixei faltar luz e água. A samambaia cresceu rapidamente. Seu verde brilhante cobria o solo. Porém, da semente do bambu nada saía. Apesar disso, eu não desisti do bambu. No segundo ano, a samambaia cresceu ainda mais brilhante e viçosa. E, novamente, da semente do bambu, nada apareceu. Mas, eu não desisti do bambu. No terceiro ano, no quarto, a mesma coisa… Mas, eu não desisti. Mas… no quinto ano, um pequeno broto saiu da terra. Aparentemente, em comparação com a samambaia, era muito pequeno , até insignificante. Seis meses depois, o bambu cresceu mais de 50 metros de altura. Ele ficara cinco anos afundando raízes. Aquelas raízes o tornaram forte e lhe deram o necessário para sobreviver. “A nenhuma de minhas criaturas eu faria um desafio que elas não pudessem superar” E olhando bem no meu íntimo, disse: Sabes que durante todo esse tempo em que vens lutando, na verdade estavas criando raízes? Eu jamais desistiria do bambu. Nunca desistiria de ti. Não te compares com outros”. “O bambu foi criado com uma finalidade diferente da samambaia, mas ambos eram necessários para fazer do bosque um lugar bonito”. “Teu tempo vai chegar” disse-me Deus. “Crescerás muito!” Quanto tenho de crescer? perguntei. “Tão alto como o bambu?” foi a resposta. E eu deduzi: Tão alto quanto puder! Espero que estas palavras possam ajudar-te a entender que Deus nunca desistirá de ti. Nunca te arrependas de um dia de tua vida. Os bons dias te dão felicidade. Os maus te dão experiência. Ambos são essenciais para a vida. A felicidade te faz doce. Os problemas te mantêm forte. As penas te mantêm humano. As quedas te mantêm humilde. O bom êxito te mantém brilhante. Mas, só Deus te mantém caminhando... 

O SEMEADOR Autor Jotinha

O SEMEADOR Autor Jotinha
 
Quando eu estava no primário, o valentão da oitava série deu-me um soco no estômago. Não somente me feriu como, também, me deixou bastante irritado, o embaraço e a humilhação eram intoleráveis. Eu queria, desesperadamente, igualar o placar! Eu planejei encontrá-lo no dia seguinte no estacionamento de bicicletas e me vingar.

Por alguma razão, eu contei meu plano para Nana, minha avó - grande erro. Deu-me uma de suas lições, daquelas que duram horas (aquela mulher realmente sabia falar). O sermão foi longo e, entre outras coisas, me lembro dela dizer-me que eu não precisava me preocupar com ele. Disse:  - As boas ações produzem bons resultados e as más ações produzem maus resultados.

Eu respondi, de uma maneira agradável, naturalmente, que eu estava cansado disso. Eu lhe disse que eu fazia coisas boas a toda hora e tudo o que consegui de retorno foram besteiras. Ela me encarou, bem séria, e disse:
- Cada boa ação voltará para você algum dia e, da mesma forma, cada má ação também voltará à você. Não tenha dúvida.

Levei cerca de 30 anos para compreender a sabedoria de suas palavras.

Nana estava vivendo em uma casa de repouso em Laguna Hills, Califórnia. Toda terça-feira, eu a visitava e a levava para um jantar. Eu sempre a encontrava bem vestida, sentada em uma cadeira de frente à porta. Me lembro bem de nosso último jantar. Fomos à um simples e pequeno restaurante. Eu pedi uma carne de panela para Nana e um hambúrguer para mim. A comida chegou e enquanto eu devorava um sanduíche, notei que Nana não estava comendo. 

Apenas olhava fixamente para a comida em seu prato. Puxei o prato de Nana e cortei sua carne em pequenos pedaços. Então recoloquei o prato à sua frente. Enquanto ela, muito fraca e com grande dificuldade, colocava a carne em sua boca, fui atingido por uma recordação que trouxe lágrimas aos meus olhos. Quarenta anos antes, quando era um pequeno menino, quando sentava-me à mesa, Nana pegava a carne em meu prato e a cortava sempre em pequenos pedaços, assim eu poderia comer sem dificuldades.

Levou 40 anos, mas a boa ação tinha sido retribuída. Nana estava certa. Nós colhemos exatamente o que semeamos. "Cada boa ação que você fizer, algum dia voltará à você".

Ah! E quer saber sobre o valentão da oitava série?
Apanhou e correu do valentão da nona série.

AS DUAS PULGAS Autor Desconhecido



 
Duas pulgas estavam conversando e então uma comentou com a outra:- Sabe qual é o nosso problema? Nós não voamos, só sabemos saltar. Daí nossa chance de sobrevivência quando somos percebidas pelo cachorro é zero. É por isso que existem muito mais moscas do que pulgas.

E elas contrataram uma mosca como consultora, entraram num programa de reengenharia de vôo e saíram voando. Passado algum tempo, a primeira pulga falou para a outra:

- Quer saber ? Voar não é o suficiente, porque ficamos grudadas ao corpo do cachorro e nosso tempo de reação é bem menor do que a velocidade da coçada dele. Temos de aprender a fazer como as abelhas, que sugam o néctar e levantam vôo rapidamente.

E elas contrataram o serviço de consultoria de uma abelha, que lhes ensinou a técnica do chega-suga-voa. Funcionou, mas não resolveu. A primeira pulga explicou por quê:

- Nossa bolsa para armazenar sangue é pequena, por isso temos de ficar muito tempo sugando. Escapar, a gente até escapa, mas não estamos nos alimentando direito. Temos de aprender como os pernilongos fazem para se alimentar com aquela rapidez

E um pernilongo lhes prestou uma consultoria para incrementar o 
tamanho do abdômen. Resolvido, mas por poucos minutos. Como tinham ficado maiores, a aproximação delas era facilmente percebida pelo cachorro, e elas eram espantadas antes mesmo de pousar.

Foi aí que encontraram uma saltitante pulguinha: - Ué, vocês estão enormes! Fizeram plástica? - Não, reengenharia. Agora somos pulgas adaptadas aos desafios do século 21. Voamos, picamos e podemos armazenar mais alimento. - E por que é que estão com cara de famintas? - Isso é temporário. Já estamos fazendo consultoria com um morcego, que vai nos ensinar a técnica do radar. E você? - Ah, eu vou bem, obrigada. Forte e sadia.

Era verdade. A pulguinha estava viçosa e bem alimentada. Mas as pulgonas não quiseram dar a pata a torcer: - Mas você não está preocupada com o futuro? Não pensou em uma reengenharia? - Quem disse que não? Contratei uma lesma como consultora - Hã? O que as lesmas têm a ver com pulgas? - Tudo. Eu tinha o mesmo problema que vocês duas. Mas, em vez de dizer para a lesma o que eu queria, deixei que ela avaliasse a situação 
e me sugerisse a melhor solução. E ela passou três dias ali, quietinha, só observando o cachorro e então ela me deu o diagnóstico.

- E o que a lesma sugeriu fazer?? - Não mude nada. Apenas sente no cocuruto do cachorro. É o único lugar  que a pata dele não alcança. Você não precisa de uma reengenharia radical para ser mais eficiente...Muitas vezes, a GRANDE MUDANÇA é uma simples questão de reposicionamento. 

A PISCINA E A CRUZ Autor jotinha

A PISCINA E A CRUZ Autor jotinha
 
"Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas."
(Apocalipse 21:4)


Conta-se que um excelente nadador tinha o costume de correr até a água e de molhar somente o dedão do pé antes de qualquer mergulho. 
Alguém intrigado com aquele comportamento lhe perguntou qual a razão daquele hábito.
O nadador sorriu e respondeu: 
-Há alguns anos eu era um professor de natação de um grupo de homens. Eu os ensinava a nadar e a saltar do trampolim. Certa noite, eu não conseguia dormir, e fui à piscina para nadar um pouco. Não acendi a luz, pois a lua brilhava através do teto de vidro do clube. Quando eu estava no trampolim, vi minha sombra na parede da frente. Com os braços abertos, minha imagem formava uma magnífica cruz. Em vez de saltar, fiquei ali parado, contemplando minha imagem. Nesse momento pensei na cruz de Jesus Cristo e em seu significado. Eu não era um cristão, mas quando criança aprendi que Jesus tinha morrido para nos salvar pelo seu precioso sangue. Naquele momento as palavras daquele ensinamento me vieram à mente e me fizeram recordar do que eu havia aprendido sobre a morte de Jesus. Não sei quanto tempo fiquei ali parado com os braços estendidos. Finalmente desci do trampolim e fui até à escada para mergulhar na água. Desci a escada e meus pés tocaram o piso duro e liso do fundo da piscina. Haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido. Tremi todo, e senti um calafrio na espinha. Se eu tivesse saltado seria meu último salto. Naquela noite a imagem da cruz na parede salvou a minha vida. Fiquei tão agradecido a Deus, que ajoelhei na beira da piscina, confessei os meus pecados e me entreguei a Ele, consciente de que foi exatamente em uma cruz que Jesus morreu para me salvar. Naquela noite fui salvo duas vezes e, para nunca mais me esquecer, sempre que vou à piscina molho o dedão do pé antes de saltar na água.

 "Deus tem um plano na vida de cada um de nós e não adianta queremos apressar ou retardar as coisas, pois tudo acontecerá no seu devido tempo"... 

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

A CORDA Autor JOTINHA



Certo dia um alpinista resolver escalar uma das montanhas mais alta do mundo. Pegou todo se equipamento e partiu para mais este desafio. Ele escalou, levou dias escalando; e quando já estava Próximo ao cume da montanha, escorregou. Ele deslizava pela neve da montanha rumo à um precipício. Seu fim estava chegando. Cenas de toda sua vida vinham à sua mente. Ele caiu no abismo e gritava pela ajuda de Deus, implorava; mas Sabia que era o seu fim. Subitamente ele sentiu um baque forte. A corda de segurança o impediu de chegar ao fundo do precipício, mas havia outro problema: a noite estava chegando e uma forte nevasca se aproximava. Ele então pediu a Deus...
-“Meu Deus, só o Senhor pode me ajudar neste momento... me ajude por favor!
Então ele ouviu uma voz dizendo:
-“Se queres viver, corte a corda!”
Como, como Deus poderia estar fazendo aquilo com ele? A corda o estava mantendo vivo. E mais uma vez implorou e ouviu Deus dizer: -“Você confia em mim? Então corte a corda!”
Ele não acreditava, mas Deus pedia que ele cortasse aquilo que o estava mantendo vivo. Lágrimas rolavam pela sua face. O tempo foi passando e a noite chegou, junto com uma grande nevasca... Dois dias depois, equipes de busca encontraram o corpo do alpinista a um metro e meio do chão.

TUDO VAI BEM!



 
"E ela disse: Tudo vai bem" (2 Reis 4:23).

Um homem de negócios, cristão, após sofrer grandes perdas, sentiu-se tentado a duvidar das coisas de Deus. "Por que Ele permitiu que todos esses contratempos me sobreviessem?"questionou ele. Uma noite, ele estava sentado diante da lareira, abatido e desencorajado, quando seu filho, de seis anos de idade, veio e se sentou em seu colo. O menino pregou um cartão no casaco do pai onde se lia: "As obras de Deus são perfeitas". "Papai, o que significa perfeitas?" perguntou o filho. Antes do pai poder responder, ele continuou, "significa que Deus nunca comete erros?" Aquilo era tudo que o pai precisava ouvir. Abraçando carinhosamente o filho, o pai disse: "Sim, querido, é isso que quer dizer."
Até que ponto cremos, verdadeiramente, que Deus nos ama e tem o melhor desta terra para nos dar? Temos confiado plenamente nele somente quando tudo vai bem ou ao primeiro sinal de dificuldades abandonamos a fé e corremos para lugares incertos? Costumamos louvar a Deus apenas quando vivemos a abundância de Suas bênçãos ou continuamos adorando-O também nos momentos de escassez?
A palavra de nosso verso inicial foi proferida por uma mulher que acabara de deixar seu filho em casa, morto. Estava aflita, angustiada, desesperada, porém, procurou o homem de Deus. Ela confiava no Deus daquele homem. Saiu de casa deixando o filho morto mas, em seu coração, ainda alimentava a esperança de voltar e encontrá-lo vivo.
E, se hoje as nossas finanças vão mal... amanhã tudo poderá ser diferente. Se nos sentimos fracos e desalentados... amanhã poderemos estar com as forças revigoradas. Se nos sentimos em meio a uma tempestade espiritual, sob raios e trovões... amanhã o sol poderá estar brilhando novamente sobre nós.
Como está a sua situação hoje? Mesmo que tudo pareça mal... creia em Deus e responda: "Tudo Vai Bem!"

ASPECTOS DO SOFRIMENTO




Era um dia quente de verão naquela cidade do interior do sul do Brasil. Mas apesar do calor a vida deveria seguir seu curso, normalmente. O jovem trabalhador acordou cedo, como de costume, e enfrentou a alta temperatura com bom ânimo e coragem.

Trabalhou o dia todo, atendeu pessoas, suou muito, e, ao final da tarde estava exausto.

Gostaria de ir para casa, tomar um banho, descansar, mas ainda teria que enfrentar uma sala de aula, sem ar condicionado. "Sou um infeliz!", pensou consigo mesmo. Mas o que fazer? Era preciso

ir para a Universidade, pois era cumpridor de seus deveres e a responsabilidade o chamava.

Jogou rapidamente um pouco de água fresca no rosto, pegou a tradicional pasta com os materiais de estudo, e lá se foi... Caminhava pelas ruas e sentia mais e mais o desconforto do calor, a roupa úmida de suor, e se sentia ainda mais infeliz. "Oh vida dura! Não ter tempo nem para tomar um banho para aliviar a canseira, é demais"... Pensava.

"Ainda se eu tivesse um carro para não ter que enfrentar esse calor infernal do asfalto!"... Subia uma ladeira, cabisbaixo, mergulhado nos próprios pensamentos, quando escutou, ao longe, uma melodia que alguém assoviava, com musicalidade e alegria. Olhou para trás, mas não avistou ninguém. Intrigado com o assovio que se tornava mais próximo a cada passo, percebeu que a sua frente algo se movia lentamente.

Apressou o passo e foi se aproximando de um homem que se arrastava, lentamente, ladeira acima, com o auxílio das mãos.

O homem não tinha pernas, e uma lona de borracha envolta no que restara de suas coxas eram seus sapatos... Como seus passos eram demasiado lentos, ele podia assoviar, admirar a paisagem, agradecer a Deus pela vida... O jovem, diante daquela cena, sentiu-se profundamente constrangido. Como pudera ter se deixado levar por tamanha ingratidão e infelicidade, por tão pouco?!...

Olhando a situação daquele homem que se movia com tanta dificuldade e expressava sua alegria assoviando, ele ergueu a cabeça e seguiu com outra disposição de ânimo. Agora ele já não se achava a mais infeliz das criaturas, só porque o suor e o cansaço o incomodavam no momento... O sofrimento tem a dimensão que nós lhe damos.

Por vezes, mergulhamos de tal forma nos próprios problemas que não percebemos que eles são pequenos demais para nos tirar a disposição e a alegria de viver. Há momentos em que as nossas lágrimas nos impedem de perceber o remédio, que está ao alcance de nossas mãos.

Às vezes é preciso que se apresente uma situação mais grave que a nossa, ou um problema maior, para que possamos avaliar as reais dimensões de nossos sofrimentos. Isso não quer dizer que devamos ignorar as dificuldades que surgem no caminho, mas que devemos estar atentos para não permitir que nossas

dores nos tornem egoístas e insensíveis.

É importante refletir sobre o que leva uma pessoa sem pernas, que se arrasta pelas ruas, a fazer isto assoviando em vez de reclamar e se considerar o mais infeliz dos seres. Talvez essa pessoa entenda que a reclamação não tornaria a sua situação melhor, mas a alegria faz o sofrimento desaparecer.

Assim, por uma questão de inteligência e bom senso, quando a situação estiver muito difícil, lembre-se daquele homem que em vez de subir a ladeira chorando, sobe assoviando.

Ao invés de reclamar, passe a adorar...

ENTROU AQUI É PRA RECEBER VITÓRIA !!

DEUS É BOM O DIABO É QUEM NÃO PRESTA,UM BLOG INSPIRADO POR DEUS PARA ABENÇOAR SUA VIDA !!

Mural de Recados

LINK-ME

PARTICIPE DE NOSSOS TRABALHOS

CONHEÇA MEUS TRABALHOS !! MEU BLOG DE VIDEOS >> http://jotinhatota.blogspot.com/ XAT DE BATE PAPO GOSPEL >> http://xat.com/JUNTOS_FORMAMOS_1_SO_POVO_DE_DEUS?p=1 MEU SITE >> http://ilustracoesbiblicas.com SKYPE DO TOTA <<< JONATAS.DOS.SANTOS.SOARES MSN >> jonatastota2009@hotmail.com ORKUT: JONATASTOTA@BOL.COM.BR